Você concluiu a graduação e a faculdade agora diz que não pode emitir o diploma, porque o seu certificado de ensino médio é inválido e precisa de um visto confere?

Leia o testemunho da Cintia a este respeito:

Venho aqui para brevemente relatar meu caso em agosto de 2016 terminei minha graduação, quando fui retirar meu diploma e histórico 60 dias após a colação de grau fui barrada porque a faculdade alegou que meu ensino médio eu precisava validar pois eu tinha um histórico e ele não estava certificado, inocentemente fui até a   escola que conclui em 2010 , simplesmente ela sumiu! ( Centro educacional carioca, essa é a “Escola”) eu não sabia absolutamente nada e nem o que fazer voltei na faculdade pedindo ajuda eles não souberam me orientar, fui para o google no qual, graças a Deus, achei esse site da Sônia Aranha, explicando exatamente a minha situação, fui orientada por ela sobre o que fazer e ela me indicou a Dra Lais Gonçalves no qual me ajudou com todo meu processo que tive que entrar contra a SEEDUC. O processo demorou mais ou menos 6 meses mas consegui pegar meu diploma na faculdade e assim poder trabalhar na minha profissão em que escolhi e na qual me dediquei 4 anos sem saber que havia sido engana num supletivo fajuto. Só tenho a agradecer por todo apoio. Obrigada.”

Fico muito feliz de ter podido ser a ponte para ajudar a Cintia e tantos outros alunos que foram enganados.

Se este é o seu caso, nos procure: contato@soniaranha.com.br  ou saranha@mpcnet.com.br que indicaremos advogada com experiência para atuar no seu caso.

 

 

Tags: , ,

Veja Também: Sem assuntos relacionados.

5 Comentários »

  1. A faculdade não quer lhe dar o diploma porque há problema com o seu certificado de ensino médio? Faça uma consulta conosco comenta,

    agosto 24, 2017 @ 19:38

    [...] ajuda eles não souberam me orientar, fui para o google no qual, graças a Deus, achei esse site da Sônia Aranha, explicando exatamente a minha situação, fui orientada por ela sobre o que fazer e ela me indicou [...]

  2. Tainá Rosa Pimentel comenta,

    setembro 26, 2017 @ 9:07

    Olá !
    Meu filho de 4 anos foi recentemente diagnosticado com autismo , mas desde que entrou na escola particular em abril de 2016 a escola cria problemas , no início eu levava de forma muito saudável o questionamento da escola e foi através dela que procuramos o atendimento médico e logo em seguida os tratamentos ,porém sem diagnóstico . Ontem eu acabei discutindo com a coordenadora do infantil pq estava forçando ele a dormir em sua sala em pleno horário de lanche alegando que ele só estava lá pra se acalmar pq estava agredindo os coleguinhas, eu achei um absurdo , como eu trabalho de forma terceirizada já instituição vi meu filho em tal situação onde eu não gostei e tirei ele da sala dela , onde acabamos por descutir . No final do dia quando peguei meu filho recebi um comunicado de suspensão de 30 dias e que ele só poderia retornar a instalação com Relatório médico e plano terapêutico . Eu gostaria de saber o que posso fazer é como fazer contra um absurdo desses . Obs: ele tem realmente problemas com a socialização mas me parece um tanto exagerado a forma em que a escola relata pois em casa o seu comportamento é bem diferente e com outras crianças tbm.é correto a suspensão de 30 dias em uma criança de 4 anos por um motivo tão tosco? O fato de eu não ter dado o relatório médico a eles e pelo fato de ele está sem tratamento terapeutico com Terapia ocupacional, fono e psicóloga a uns 3 meses (pq tivemos problemas com o plano de saúde e o SUS a fila pode durar até três anos ) é motivo suficiente pra impedi-lo de frequentar ?
    Não quero que meu filho pise mais os pés lá ,pois tenho medo do que eles possam fazer contra ele . Mas ainda não tranquei a matrícula .

  3. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    setembro 26, 2017 @ 17:13

    Tainá

    1) Não se pode dar uma suspensão para aluno que nada fez e por 30 dias!

    2) Ele não pode ficar impedido de frequentar. Ele está amparado pela lei do autista:

    Art. 3o São direitos da pessoa com transtorno do espectro autista:

    I – a vida digna, a integridade física e moral, o livre desenvolvimento da personalidade, a segurança e o lazer;

    Art. 7o O gestor escolar, ou autoridade competente, que recusar a matrícula de aluno com transtorno do espectro autista, ou qualquer outro tipo de deficiência, será punido com multa de 3 (três) a 20 (vinte) salários-mínimos.

    3) Escreva documento relatando o caso e levando para o Conselho Tutelar , dizendo que a escola não assiste o seu filho conforme determina a Lei federal n.13.146/2015, no artigo 28 e que suspendeu o seu filho por 30 dias, sem o direito a ampla defesa e o contraditório.

    4) É preciso levar para a escola um diagnóstico.

    Se você quer transferi-lo de escola, já que ele não pode ficar em casa , pois é obrigatório a escolarização dos 4 aos 17 anos, solicite a transferência para outra escola e denuncie a escola para o Conselho Tutelar.

    Caso precise de orientação para a nova escola posso elaborar o documento inicial visando evitar os transtornos decorrentes, mas cobro honorários para fazer isso, ok? Entre em contato: saranha@mpcnet.com.br

    ok?

    abraços

  4. anônimo comenta,

    outubro 5, 2017 @ 18:12

    Meu filho é aluno do nono ano do CapUerj .
    As aulas não terminarão no fim do ano, por causa das longas greves, se ele passar em algum concurso para ensino médio , ele poderá assumir mesmo não tendo terminado o nono ano?

  5. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    outubro 5, 2017 @ 18:55

    Anônimo, não … se o edital do concurso solicitar o certificado de conclusão do ensino fundamental tem que ter em mãos para apresentar caso contrário não consegue assumir o cargo se for aprovado no concurso..

    Isso é um problema.. mas sem certificado de conclusão, nada feito.

    abraços

Por favor, Deixe um comentário aqui !