Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)

10/set/2014 às 16:24 por Profa. Sônia R.Aranha em: educação, Educação Especial e Inclusiva

Quando um professor recebe uma criança com algum tipo de especificidade, como o déficit de atenção, hiperatividade, surdez, síndrome de dow, dentre outras, ele deve elaborar um projeto de educação de necessidades especiais porque estes alunos aprendem de um modo diferente e, portanto, é preciso oferecer a eles um ensino também diferenciado.

O projeto de educação de necessidades especiais precisa contar com um conteúdo programático de acordo com o aluno . De modo que ele será diferente daquele apresentado para toda a classe e, além disso, deverá descrever diversas possibilidades de avaliação, tais como: com apoio do professor, oral, escrita , pela observação cotidiana feita pelo professor.

O professor elabora o projeto e  aplica durante todo o ano letivo e no final ele será arquivo junto ao prontuário do aluno.

Uma criança que tem déficit de atenção não aprende igual a uma que tem lesão cerebral moderada , tampouco aprende como uma que é surda ou hiperativa.

Cada criança possui um modo distinto de aprender , ocorre que há uma média de crianças com diferenças pequenas entre si ,o que faz com que o modo de ensinar contemple a todas, porém há crianças com especificidades mais evidentes e estas precisam de um ensino que leve em conta esta diferença.

Sempre relato um caso de um aluno que ao nascer teve uma lesão cerebral. Quando ele chegou na escola já estava com 11 anos  e com um cognitivo de 5 a 6 anos . No início de seu  primeiro ano percebemos a sua  imensa dificuldade para aprender a escrever porque tinha um comprometimento motor nas mãos, de modo que pegar no lápis e desenhar as letras era tremendamente difícil.

Mas a dificuldade era muitíssimo menor quando o instrumento da escrita era o teclado do computador. E foi assim que introduzimos na sala de aula o computador ( na época nem havia a facilidade do notebook): abolimos o lápis e o caderno e substituimos pelo teclado e a tela do computador. Adaptamos também conteúdo programático de acordo com o alcance do aluno  e deste modo ele seguiu, sem retenção, vencendo todos os anos do ensino fundamental com avanços surpreendentes , superando a cada novo dia os seus próprios limites.

Assim , para cada criança um projeto específico, já que  objetivo do professor  não é o ensino, mas a aprendizagem.
———————————————————
AJUDE A MANTER ESTE BLOG PARA QUE ELE POSSA AJUDAR VOCÊ – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

Depósito no Banco Itaú -Ag.1370- c/c 05064-1



Tags: , ,

Veja Também: Sem assuntos relacionados.

35 Comentários »

  1. Meu filho tem déficit de atenção : e agora? comenta,

    novembro 16, 2012 @ 23:20

    [...] Projeto de Educação de Necessidades Especiais é composto por : diferentes intrumentos avaliativos e conteúdo programático específico  para [...]

  2. KENIA comenta,

    novembro 8, 2013 @ 13:26

    ESTAVA AQUI LENDO OQ VC POSTOU, PARECE TAO FACIL QUANDO VC EXPLICA MAS NAO E NADA FACIL EU MORO EM GOIANIA-GO MEU FILHO TEM DEFICIT E TEM UMA IDADE INFERIOR A QUE ELE REALMENTE TEM HOJE ELE ESTA COM 15 ANOS E FAZ A 5 SERIE TEM MUITAS DIFICULDADES E EM GOIANIA AS ESCOLAS SAO UMA MERDA TODAS SABEM Q ELE TEM DIFICULDADE MAS NAO VEJO INTERESSE NENHUM DA PARTE DA ESCOLA TODOS OS ANOS ELE E REPROVADO E NO OUTRO ELE CONSEGUE PASSAR COM IMENSA DIFICULDADE,SE TODAS AS ESCOLAS PENSASSE COMO VC SERIA OTIMO MAS NAO E BEM ASSIM TENHO MUITAS DIFICULDADES EM LIDAR COM ISSO

  3. Profa. Sônia Aranha comenta,

    novembro 8, 2013 @ 15:12

    Olá Kenia,

    Você tem toda a razão e todo o meu respeito!

    É isso mesmo! Estamos em uma luta , uma guerra para que as escolas compreendam a diversidade e modifiquem seu modo arcaico de ensinar.

    Mas o seu filho tem direitos . Entre em contato comigo por e-mail para me conte mais detalhes para eu lhe ajudar de alguma forma a agir, ok?

    Abraços

  4. cleide comenta,

    dezembro 4, 2013 @ 1:50

    Boa noite meu filho foi diagnosticado com TDAH em Novembro desse ano …e não conseguiu desempenho total no decorrer do bloco fez recuperação de bloco e foi retido pelo colégio ..não aceito essa decisão o que poço fazer ? Morro no interior de São Paulo , e ele estuda em uma escola particular !! por favor me ajude estou desesperada com a noticia !!

  5. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 4, 2013 @ 11:02

    Olá Cleide,

    Use a Deliberação CEE-SP n.120/2013 http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-n-1202013-reconsideracao-e-recurso/

    Fique atenta aos prazos. Do dia que você soube da reprovação você tem 5 dias para entrar com pedido de reconsideração. Siga os prazos, caso contrário, você perderá o direito de recorrer,ok?

    No pedido de reconsideração você explicite o diagnóstico obtido agora em novembro.

    É isso! abraços

  6. Cleide comenta,

    dezembro 4, 2013 @ 14:17

    Bom Dia
    Fiz o pedido de revisão do conselho na escola hj ..e ele me disserem que o resultado sai amanhã então e apartir de amanhã que conto os dias para o prazo ???

  7. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 4, 2013 @ 14:29

    Cleide, você deve acompanhar os passos da Deliberação CNE/CBE n.120/2013 .

    Recebendo amanhã a confirmação da reprovação , você entra com novo pedido na própria escola, agora de Recurso :

    § 1º O recurso de que trata o caput deverá ser protocolado na escola, que o encaminhará em até 3 dias úteis de seu recebimento.

    § 2º A Diretoria de Ensino emitirá sua decisão sobre o recurso interposto, no prazo máximo de 15 dias, a partir de seu recebimento.

    § 3º O Dirigente de Ensino poderá, para subsidiar sua decisão, designar supervisores para visita à escola e efetuar diligências.

    § 4º Na análise do recurso deverá ser considerado:

    I – O cumprimento das normas regimentais no processo de retenção.

    II – A existência de atitudes discriminatórias contra o estudante.

    § 5º A decisão do Dirigente de Ensino será comunicada à escola que informará o interessado imediatamente.

    Então, você entrando amanhã dia 05/12 com o recurso a escola tem até o dia 08/12 para encaminhar para a Diretoria de Ensino e a esta, por sua vez, entregará o resultado mantendo a retenção ou aprovando 15 dias depois então por volta do dia 26 ou 27/12.

    Se a reprovação for mantida você ainda poderá recorrer ao Conselho de Educação do Estado de São Paulo, ok?

    abraços

  8. Cleide comenta,

    dezembro 6, 2013 @ 10:54

    Bom Dia

    Estou muito preocupada a escola ainda não me informou o resultado da revisão do conselho !!! o que eu faço pedi essa revisão dia 04/12 e ainda nada!!!

  9. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 6, 2013 @ 14:17

    Cleide, você está ansiosa… Veja o pedido foi feito dia 4/12 e hoje é 6/12 , portanto, apenas dois dias.

    Segundo a Deliberação CEE-SP n.120/2013 a escola tem 10 dias para informar a decisão

    § 2º A direção da escola terá o prazo de 10 dias, a partir da data do pedido, para informar sua decisão.

    Então , se você interpôs o pedido no dia 4/12 a escola deverá lhe dar uma devolutiva no dia 14/12,ok? Se isso não ocorrer a escola estará automaticamente confirmando o seu pedido, isto é, aprovando o seu filho automaticamente.

    Vamos aguardar ! E depois passe aqui para nos contar,ok? Abraços

  10. Cleide comenta,

    dezembro 11, 2013 @ 16:19

    Oii aindaa não recebi nenhuma resposta da escola sobre a revisão do conselho estou no aguardooo e preoculpada pela falta de informação !!! afinal fiz o pedido dia 04/12

  11. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 11, 2013 @ 17:05

    Olá Cleide, você escreveu o Pedido de Reconsideração e entregou no dia 4/12 o pedido na secretaria da escola e tem uma cópia protocolada para provar que fez o Pedido de Reconsideração?

    Se sim, fique tranquila e só comece a se preocupar depois do dia 14/12, hoje é dia 11/12, ou melhor, fique ainda mais tranquila porque se a escola não lhe der uma devolutiva até o dia 14/12, ela estará deferindo o seu pedido, segundo a Deliberação CEE n.120/2013 que diz no artigo 3o:

    “§ 2º A direção da escola terá o prazo de 10 dias, a partir da data do pedido, para informar sua decisão.

    § 3º A não manifestação da escola no prazo estabelecido implicará no deferimento do pedido.”

    Então, se a escola não se manifestar até o dia 14/12 ela terá que aprovar o seu filho automaticamente.

    Se você não tem como provar que entregou o pedido na secretaria no dia 04/12 , entre em contato com a escola e pergunte para saber o que está acontecendo ok?

    Abraços

  12. Cleide comenta,

    dezembro 13, 2013 @ 19:01

    Oiii A escola lg na minha casa hj e deixou recado com meu filho pra eu ir lá saber a resposta do conselho ….mas estou trabalhando e não consegui ir ?? e ninguem me lg aquii no meu trabalho será que isso vale ???

  13. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 13, 2013 @ 19:27

    Cleide, ligue para eles e diga que está trabalhando e que não pode se ausentar.

    Peça dispensa de seu trabalho na 2a feira e vá até a escola ou ligue para lá para saber o resultado.

    Se eles mantiveram a reprovação você entra com Recurso, ok? Daí você tem 3 dias úteis para entrar com o pedido de Recurso. Então, conte a partir de hoje. 13/12 1o dia, 16/12 o 3o dia e 17/12 é o 3o dia que você necessariamente terá que entregar na escola o pedido de Recurso encaminhado para o Dirigente Regional da Diretoria de Ensino que supervisiona a escola de seu filho ,ok?

    Na 2a feira você terá que saber isso e pegar na escola o documento que eles fizeram ,ok?

    Na 2a feira entre aqui no blog novamente para eu lhe orientar caso precise… mas eu quero saber o resultado!

    Abraços

  14. Anônimo comenta,

    dezembro 14, 2013 @ 13:38

    Oiii Bom Dia !!! consegui o resultado foi reprovado mesmo !!! nossa to muito triste …tenho outro filho de 10 anos que foi pra mesma serie do irmão ele ta chocado !!! sabe no 2º ano nesse mesmo colégio meu filho foi Aprovado por eles mas eu achei que ele não estava preparado para a próxima serie então pedi a reclassificação dele e eles fizeram isso que ta me matando ele ja está atrasado demais os amigos dele ja estão indo pro 8º ano nossa foi td minha culpa …desculpe não sei o que pensar …..

  15. Cleide comenta,

    dezembro 16, 2013 @ 13:29

    Oii Fui no colegio pela manhã e ja peguei o documento confirmando a reprovação !!! agora tenho que fazer uma carta pra entrar com o recurso ..será que vc poderia me instruir nesta carta !!!

  16. Profa. Sônia Aranha comenta,

    dezembro 16, 2013 @ 14:07

    Olá Cleide, o Recurso tem o mesmo teor que o pedido de reconsideração mas é dirigido ao Dirigente da Diretoria de Ensino.

    Atenção, você tem um prazo de 3 dias úteis para entrar com o Recurso,ok?

    Conte hoje 2a feira 16/12 como o 2o dia porque na 6a feira eles lhe procuraram então considere a 6a feira como o 1o dia, hoje 2a feira 16/12 o 2o dia e na 3a feira 17/12 o terceiro. Então, entregue amanhã o Recurso.

    Verifique no site da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo no lado esquerdo da tela e no algo clique em Central de Atendimento e Localize a Diretoria de Ensino. Busque a Diretoria ligada a escola por cidade, bairro e encontro o nome completo do Dirigente

    Você poderá escrever:

    Ilmo Sr.
    Dirigente da Diretoria de Ensino…

    PEDIDO DE RECURSO

    Eu _____________ portadora do RG _______________ residente à rua __________________ responsável legal pela aluna _____________________ regularmente matriculada no ano ___________ no colégio ________________ localizado à rua _____________ na cidade de ____________________ venho mui respeitosamente solicitar este recurso à V.Sa. segundo a Deliberação CEE n.120/2013.

    Relato dos fatos:

    Aqui você relata que fez o pedido de reconsideração , entregou dentro do prazo solicitando a escola que reconsiderassem a reprovação de sua filha obtendo uma negativa.

    Depois você escreve exatamente o que disse no Pedido de Reconsideração e conclui.

    Tire um xerox da cópia do pedido de reconsideração que você guardou e anexe junto ao Pedido de Recurso.

    Entregue o documento dentro de um envelope e uma outra cópia protocolo na secretaria da escola.

    A escola encaminhará este pedido a Diretoria de Ensino.

    E você terá que aguardar 15 dias corridos para que a Diretoria de Ensino se manifeste. Você entregando na escola amanhã o pedido de recurso conta o 1o dia e a escola terá três dias para enviar para a Diretoria de Ensino… 19/12 conte 15 dias … lá pelo dia 3/01 ou 04/01 é que a Diretoria estará lhe dando uma devolutiva ou eles manterão a reprovação ou eles aprovarão a sua filha.

    Depois disso você ainda poderá entrar com recurso junto ao Conselho Estadual de Educação, ok?

    É isso! Abraços

  17. Cleide comenta,

    janeiro 13, 2014 @ 0:51

    Olá recebi a resposta da escola sobre o recurso e eles decidiram que meu filho permanecerá retido não aceito o que ainda posso fazer

  18. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    janeiro 13, 2014 @ 0:59

    Olá Cleide,

    O processo é o seguinte:

    Pedido de Reconsideração – negado
    Pedido de Recurso para a Diretoria de Educação – negado

    A última instância é o Conselho de Educação do Estado de São Paulo.

    Você poderá enviar o mesmo Recurso que enviou para a Diretoria de Ensino, mas endereçado ao Conselho Estadual de Educação acrescentando Recurso Especial. Você faz e protocola agora na Diretoria de Ensino e não mais na escola,ok?

    Leia novamente a Deliberação CEE-SP n.120/2013 e a siga.http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-n-1202013-reconsideracao-e-recurso/

    Boa Sorte!

  19. 5 providências para preparar matrícula 2015 comenta,

    setembro 10, 2014 @ 19:25

    [...] E procedimentos de inclusão , Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) [...]

  20. Claudiane Rabelo comenta,

    setembro 26, 2014 @ 0:45

    Olá, meu filho foi diagnosticado com TDAH no começo deste ano e tenho muitas dúvidas quanto aos direitos que ele tem.
    A dificuldade em relação à atenção é o que mais o prejudica. Gostaria de saber se ele tem que receber prova diferenciada, pois até agora as provas são as mesmas dos outros alunos e as notas estão cada vez piores e observo que é só falta de atenção, pois oralmente comigo ele responde tudo certo…estou perdida….ele não copia a matéria e a professora manda pra ele copiar tudo em casa, dai fica a tarde toda fazendo coisas da escola…me ajude por favor….

  21. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    setembro 28, 2014 @ 19:34

    Olá Claudiane,

    Sim, se você apresentou para a escola logo no início do ano letivo laudo médico atestando que ele é portador de TDAH a escola deveria ter providenciado para ele o PDI – Plano de Desenvolvimento Individual que é uma adaptação no modo de ensinar que dependendo pode ir da avaliação até o conteúdo, depende do caso.

    Vou entrar em contato com você por e-mail para saber detalhes, ok?

    Abraços

  22. Juliana comenta,

    março 12, 2015 @ 5:25

    Olá, Tenho um filho diagnosticado com DPAC, ele tem laudo de inclusão, isso garante a aprovação na escola? Obrigada :-)

  23. suzana comenta,

    março 12, 2015 @ 12:36

    Ola criança com DPAC devem ter PDI como devo solicitar para a escola enteguei o laudo dela para coordenadora

  24. Flávia Giron comenta,

    março 12, 2015 @ 13:49

    Bom dia, Prof. Sônia
    Meu filho foi diagnosticado o ano passado com distúrbio de processamento auditivo. Levei ele na neuro, na psicopedagoga e por fim ele fez o teste. Ele tudo para a escola, o laudo da fono e foi uma dificuldade, pois a escola não está preparada para este plano individual. Disseram que iriam me ajudar, mas a única coisa que fizeram foi colocar ele no reforço de manhã e muda-lo de lugar na sala. Depois do tratamento a fono disse que ele melhorou muito e deu alta para ele, mas disse que as orientações em relação a escola deve continuar e que ela mesmo iria conversar com os professores neste começo de ano.
    Estou preocupada, pois vejo que ele sente muita dificuldade em geografia e história que são aulas e textos muito longos e perguntas de provas também não muito objetivas e de fácil entendimento para ele. Na reunião da escola este ano, eles disseram que o aluno que não atinge nota, vai ser reprovado. Meu filho tem 8 anos e está no 4 ano, nós moramos em Pouso Alegre, MG, e ele estuda em um colégio particular, o que você aconselha eu fazer para poder ajuda-lo, pois não posso ficar esperando o ano para que ele seja reprovado. A escola fornece reforço só em português e matemática.
    Obrigada,
    Flávia Giron

  25. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    março 13, 2015 @ 18:15

    Juliana, não, não é que garante, uma criança de inclusão (dependendo do ano ) pode ser reprovada mas para isso a escola deve ter feito de tudo para a criança, a escola deve ter feito um PDI adequado, assistido em todos os aspectos…

  26. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    março 13, 2015 @ 18:38

    Flávia,

    O problema é que ele teve alta, se não tivesse tido daria para continuar a solicitar da escola uma inclusão mais efetiva .. mas você poderá pedir que as avaliações de geografia e história sejam realizadas de forma assista e que o profissional que acompanhá-lo deve ler o enunciado das questões pausadamente para que ele possa entender.

    Estude com ele leitura e escrita durante todo o ano …

    Leia um parágrafo e pergunte o que ele entendeu.
    Depois leia novamente e explique e pergunte novamente o que é mais importante que foi dito no parágrafo.
    Peça para ele escrever o mais importante resumidamente
    Assim em todos os parágrafos fazendo um fichamento do texto
    E depois o resumo.

    abraços

  27. Erica comenta,

    setembro 16, 2015 @ 1:03

    Ola, me ajude por favor, minha filha de 8 anos foi diagnosticada com tdah no ano passado quando estava na segunda série do fundamental , fiz tudo oq a escola me pediu e hj na terceira série me pediram mais coisas, como professora particular e fiz tudo oq mandaram. Mas não vi esforço por parte deles e nem colocaram minha filha no pdi . Agora estão dizendo que talvez ela repita de ano, mas ela melhorou muito e por ser muito sensível, tenho medo da frustração que ela vai ter. Levei todos os laudos, do neuro, da psicologa, da fono, do pediatra. Minha filha faz todos os acompanhamentos e apesar de passar 9 horas por dia na escola, ainda tem q fazer reforço particular, pq eles pediram. Não aceito isso, oq posso fazer? Me ajude por favor, estou desesperada.

  28. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    setembro 16, 2015 @ 20:46

    Olá Erica,

    Qual é o seu Estado?

    Se houver reprovação você poderá entrar com um Recurso contra o resultado final de avaliação.

    Se for do Estado de São Paulo é preciso seguir a Deliberações n.120/2014 e n.127/2014 e 128/2014.

    1) Escreva documento para a direção da escola dizendo que sua filha precisa de um tratamento diferenciado em função do TDAH e que mesmo a escola sabendo que trata-se de uma necessidade educacional especial nada fez até o momento.

    2) Insira as leis da inclusão http://blog.centrodestudos.com.br/lei-de-inclusao-da-pessoa-com-deficiencia/

    3) E finalmente diga que não aceitará uma reprovação porque nada foi feito de especial para a sua filha.

    Faça o documento em duas vias , uma via vc entrega na secretaria da escola e outra vc protocola e guarda.

    Se não houver uma reconsideração você entra com novo documento de Recurso junto a Secretaria de Educação do seu Estado.

    Use a lei federal n.8069/90, artigo 53 , inciso III que diz que a criança ou adolescente tem direito de contestar critérios avaliativos em instâncias superiores.

    Presto serviço de elaborar documento de defesa do aluno, porém cobro honorários. Caso precise entre em contato saranha@mpcnet.com.br

    Ao passado consegui reverter 70% das reprovações antes de chegarem no Conselho Estadual de Educação.

    Abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG PARA QUE ELE POSSA AJUDAR VOCÊ – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  29. Mariana comenta,

    fevereiro 3, 2017 @ 14:26

    Nobre professora, boa tarde.

    Tenho uma dúvida e não encontro muitas informações a respeito.

    Um aluno de 6 anos foi matriculado normalmente no 1º ano do ensino fundamental de uma escola privada, portanto no ato da contratação os responsáveis não informaram que o mesmo faz uso de medicação (RITALINA), devido ao fato de ter TDAH.
    No contrato da escola há uma cláusula expressa que diz que caso a criança sofra de algum transtorno de atenção, como TDAH por exemplo, a escola se necessário contratará um professor extra, para acompanhamento especial, e que este será custeado pelos responsáveis da criança.
    Isto pode? Onde encontro informações a respeito ?

    Mesmo com medicação não temos visto melhoras, pois a criança bate nas crianças pequenas do maternal, não respeita diretores, não obedece, grita muito, agride professoras, entre outras coisas.

    Os pais são extremamente negligentes, quem tenta assisti-lo é uma tia.

    Conto com sua ajuda.
    Muito Obrigada.

  30. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    fevereiro 5, 2017 @ 1:22

    Olá Mariana,

    Não , este procedimento é fora da lei.

    A lei federal n.13.146/2015, vigorando desde janeiro de 2016, coloca a responsabilidade total do custeio nas escolas particulares e públicas. Leia o artigo 28 e o parágrafo 1o

    A Confederação Nacional de Estabelecimentos de Ensino – CONFENEM impetrou uma ADI no STF para anular este parágrafo, mas foi indeferido o pedido.

    De modo que não pode. Melhor tirar do Contrato esta clausula porque além de ferir o artigo da lei acima citada, fere outra lei:

    Lei federal n.9870/99, artigo 1o e parágrafo 7o que impede a escola de cobrar qualquer tipo de extra.

    De modo que é ilegal.

    As escola deverão adotar procedimentos específicos para alunos com TDAH e os demais alunos com necessidades educacionais especiais (autistas, disléxicos, D.A, DPAC, etc) sem cobrar nada por isso, ok?

    Você escola terá que fazer um Plano de Desenvolvimento Individual http://www.soniaranha.com.br/plano-de-desenvolvimento-individual-pdi/ para este aluno.

    É um trabalho diferenciado. Terá que ter uma monitora na classe para auxiliá-lo e oferecer tarefas distintas .. enfim.. é preciso evitar que ele bata nas crianças.

    Crianças hiperativas são assim mesmo.

    Faça cursos especializados em Hiperatividade, converse com o profissional que receitou a Ritalina e tenha uma proposta sólida de inclusão na escola.

    Você é co-responsável por ele e se ele machucar outro aluno dentro da escola, você escola , também responderá por isso.

    Você poderá oferecer aos pais várias opções de acompanhamento alternativos para melhorar o comportamento do aluno e se eles não forem buscar ajuda (já buscaram caso contrário o aluno não estava tomando Ritalina) você pode (tendo a certeza que se trata de negligência) denunciar junto ao Conselho Tutelar.

    Nunca, jamais peça para o aluno sair da escola, expulse-o ou negue a matrícula. Isso poderá lhe causar uma ação judicial de danos, com indenização

    Caso infrinja a lei, poderá ser denunciada no PROCON ,como também acionada pela Justiça.

    Faça um curso online comigo Direito do Aluno com Deficiência ou com Necessidades Educacionais
    http://www.centrodestudos.com.br/Ead/Aberto/DetalheCurso.aspx?Codigo=54 evitando ser acionada judicialmente.

    Abraços

  31. Elida Mangas comenta,

    maio 1, 2017 @ 23:49

    Olá, boa noite! Gostaria de saber se o PDI é feito para todas os alunos com necessidades educacionais especias que precisam de adaptações, pois tenho alunos que tem DPAC, TDAH, DISLEXIA, porém acompanham o conteúdo da turma, tem bom convivio com os demais, a unica coisa que necessitam e de sala separada no periodo de prova e algumas adaptações, de texto para não ficar grande demais. Porem tem outros que precisam de adaptação completa dos conteudos a te as provas, o primeiros que citei precisam de PDI? pq os segundo grupo eu sei que precisa

  32. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    maio 6, 2017 @ 3:58

    Elida Mangas,

    Sim o PDI é um plano individual para cada aluno porque cada caso tem a sua especificidade, ok?

    abraços!

  33. Regina das Neves comenta,

    junho 28, 2017 @ 12:24

    Bom dia, me chamo Regina, e estava muito triste pois comecei duas faculdades de pedagogia, mas tranquei pois tenho notas boas mas, quando chega na parte de apresentar o que fiz, ou fazer os estagios e o temido tcc então nem se fala, já fui em psicólogo mas até agora não consegui vencer esse panico. Resultado estou com a tão sonhada faculdade de pedagogia quase perdendo a minha vaga, pois estou sem coragem de voltar. Como devo proceder? Pois eles nao querem substituir os estagios nem tcc, por algum artigo ou prova. Detalhe: Fazia a distancia. Desde já agradeço sua orientação. Obrigado!

  34. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    julho 11, 2017 @ 17:50

    Regina, não tem como … tem que cumprir todas as etapas da proposta de ensino.

    Se tiver laudo médico daí sim poderá discutir com a faculdade.

    Mas sem laudo médico não há como ok?

    abraços

  35. MPF aciona penal e civilmente o professor universitário por discriminação a uma aluna com deficiência visual comenta,

    março 14, 2018 @ 13:26

    [...] do Médio, ou mesmo do Ensino Superior, têm DIREITO a um Plano de Desenvolvimento Individual (aqui) , que descreverá as estratégias pedagógicas apropriadas para aquele caso específico, incluindo: [...]

Por favor, Deixe um comentário aqui !