Em 2 meses 4 alunos da USP suicidaram-se

02/ago/2018 às 2:46 por Profa. Sônia R.Aranha em: educação

 

De maio a junho de 2018 foram  registrados quatro suicídios de alunos da USP – Universidade de São Paulo. Em função disso, a universidade decidiu criar um escritório de saúde mental que poderá ser acessado por qualquer estudante do campi por intermédio de uma plataforma e com eventuais encontros presenciais.

Leia o assunto completo da jornalista Bianka Vieira aqui

Tags: ,

Veja Também: Sem assuntos relacionados.

2 Comentários »

  1. Paulo Vítor Ornela comenta,

    agosto 3, 2018 @ 7:32

    Oi, bom dia. Não sabia como contactar você, por isso estou escrevendo esse comentário. Gostaria de tirar uma dúvida. Estava lendo sobre o que você escreveu a respeito dos alunos maiores de idade saírem mais cedo e surgiu uma dúvida. Caso a escola não deixa o aluno maior de idade sair, mesmo com o aluno explicando seus direitos, o que deve ser feito? E quais as consequências desse descumprimento de leis federais pela escola? Agradeço a atenção.

  2. Profa. Sônia R.Aranha comenta,

    agosto 3, 2018 @ 17:28

    Paulo,

    Infelizmente o Brasil é um país que desconhece a legislação e quando a conhece a descumpre. Estamos vendo isso inclusive por juízes, o que dirá em escolas. Este são tempos sombrios.

    Mas, o corpo não pode ser impedido de ir e vir. Por isso há o remédio constitucional do Harbeas corpus no 5o Art.da Constituição Federal.

    Então, qualquer cidadão que se veja preso , proibido de ir e vir, poderá impetrar um habeas corpus. Isso é em tese… em geral este remédio é usado para não ser preso ou para sair de prisão..(não está funcionando no momento, o que evidência a não democracia que estamos a viver)

    No entanto, você pode tentar um habeas corpus para sair da escola que impede os alunos de saírem mesmo sendo maiores de idade e mesmo quando os pais autorizam.

    O que acontece com a escola? Bem, pode receber do MP (se fizerem uma denúncia a ele) um ajustamento de conduta. Mas para que ocorra alguma coisa com a escola será preciso denunciá-la junto ao MP ou a Secretaria de Educação.

    ok?

    abraços

Por favor, Deixe um comentário aqui !